Em construção!

Bolsonaro pode desistir de enviar a reforma administrativa

O governo Jair Bolsonaro avalia desistir de encaminhar ao Congresso Nacional uma proposta própria de reforma administrativa, mesmo depois do ministro da Economia, Paulo Guedes, e sua equipe já terem praticamente finalizado o texto. O projeto irá mudar as regras para os servidores públicos.

A possibilidade agora é submeter ao Congresso apenas “sugestões” que seriam incorporadas a uma Proposta de Emenda à Constituição (PEC) que já tramita na Câmara dos Deputados. Segundo parlamentares ligados ao Executivo, isso deve ocorrer em até três semanas.

A possibilidade de alteração na estratégia de envio da reforma administrativa ao Congresso está sendo discutida na equipe econômica e no Congresso. Integrantes do Ministério da Economa ressaltam, porém, que “o martelo ainda não foi batido”.

O governo está definindo a melhor forma e o timing político ideial de enviar a reforma que irá mexer no serviço público ao Congresso, segundo fontes que participam das discussões. Isso ocorreu depois da fala do ministro Paulo Guedes, na semana passada, que associou servidores públicos a “parasitas”. Nesta segunda, o ministro pediu desculpas.